Data/Hora: 24 ago 2017 01:04




Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 8 mensagens ] 
 El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!! 
Autor Mensagem
Aventureiro

Registado: 14 jun 2015 13:11
Mensagens: 15
Mensagem El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!!
O que é?

O Caminho é uma peregrinação religiosa ao túmulo do Apostolo Tiago, supostamente sepultado pelos seus discípulos no lugar onde hoje existe a Cidade de Santiago de Compostela.
Tudo se remonta, de forma mal contada, aos anos imediatos à crucificação de Jesus Cristo, em que os Apóstolos se dispersaram pelo Velho Continente para levar o Evangelho aos seus habitantes. O Apostolo Tiago dirigiu-se há Península Ibérica onde “semeou “ a fé em vários discípulos das varias tribos que visitou.
No caminho de volta a Jerusalém, a Virgem Maria apareceu-lhe desde o alto de um Pilar de fogo pedindo-lhe que erguesse ali um templo consagrado a ela. Acabava de ser fundada, segundo a Igreja Católica, a Cidade de Zaragoza.
Ao encontrar-se em Jerusalém, Tiago foi preso e posteriormente decapitado pelos Romanos, mas o seu corpo foi lançado por crentes ao mar numa jangada de pedra, que derivou no mar por tempo indeterminado até encalhar nas costas galegas.... Ao reconhecerem o seu “professor”, os discípulos enterraram o corpo do Apostolo numa das colinas que serviam de pasto dos rebanhos.
Foi então que um dia, pastoreando por ali com o seu rebanho, um pastor vê mergulhar na colina uma estrela, indicando-lhe o caminho ao sepulcro do Apostolo. Correu a voz entre os habitantes da Península que o sepulcro de Campus Estelae curava todo tipo de males.
Quando Carlos Magno ouviu falar do Sepulcro do Apostolo quis fazer a peregrinação para ver com os seus olhos o poder que dele emanava.
Foi na Idade Media que o Caminho viveu a sua “época de ouro”, sendo custodiado pelos Cavaleiros da Ordem do Templo, onde vários milagres aconteceram e por donde passaram grandes personalidades da época.
Com o Renacentismo, o Romanticismo, as guerras de sucessão, Guerra da Independência e Guerra Civil (já em pleno sec XX) o caminho perdeu parte da sua identidade, muitas historias foram esquecidas e o seu trajecto quase apagado do mapa.
O Papa João Paulo II, conhecido por Papa Peregrino ajudou a avivar o espírito do peregrino e em consequência as antigas rotas de peregrinação. Mas foi a literatura contemporania que deram a conhecer o Caminho ao grande publico, destacando-se o Diario de Um Mago, livro escrito por Paulo Coelho nos meados da década de 90, como grande impulsionador do Caminho actual.
O Caminho tem varias rotas mais ou menos demarcadas. A norte o Caminho do Norte, que vai de Bayone até Santiago de Compostela acompanhando grande parte da Cordilheira Cantabrica, ao sul o Caminho de la Plata que sai da cidade de Sevilha até Astorga onde se junta ao Caminho Francês. O Caminho que liga o Santuário de Fátima a Santiago de Compostela. O Caminho de Jaca, que se junta ao Caminho Frances em Puente la Reina. E finalmente, o Caminho Frances, o mais conhecido e mais concorrido de todos, que transcorre desde a vila medieval de Saint-Jean-Pied-de-Port até há capital Jacobea e que seria esse o eleito para esta aventura.
Quando e porquê surgiu a ideia?
Sou um amante da Idade Média, uma época pouco justa, em que as lendas falam de heróis e reinos mais ou menos poderosos, as batalhas, a formação da Europa quase com a conhecemos hoje, os castelos, a Igreja em seu máximo esplendor (ou não), etc!
Dentro desta idade, a forma como surge e depois desaparece a Ordem do Templo fascina-me, leva-me a informar-me de quase tudo o que com eles esta relacionado. Como não podia deixar de ser, a leitura do Diario de um Mago, o facto de o Santo Graal estar vinculado com o caminho e de saber que os cavaleiros da Ordem do Templo custodiaram o Caminho fez ganhar força a ideia de fazer o Caminho montado da minha mota, oferecendo ajuda e auxilio a quem eu encontrasse pelo caminho. Seria uma espécie de Cavaleiro do Templo da modernidade, que circulava pelo caminho, em absoluto respeito pelos peregrinos, tratando sempre de garantir o seu bem estar.

Que regras devia seguir?

A moto devia ser ligeira, leve e maneável e por então a Dulcineia era uma verdadeira “peso pluma” em relação há Maria das Curvas. Para alem disso, o facto de ser uma Trail permitia-me ser fiel ao Caminho, que em ocasiões é plano, largo e asfaltado, e em outras inclinado, estreito cheio de todo tipo de obstáculos para transpor.
A melhor época seria o Inverno, porque não seria tão concorrido de peregrinos, diminuindo o risco de um possível atropelo e aumentando a dificuldade dos obstáculos, juntando a este condições adversas como a neve, lama ou a chuva.
ABSOLUTO RESPEITO pelos Peregrinos, que é para eles que está o Caminho. Eu era um simples aventureiro que vivia uma aventura saída da minha mente doentia. Ao avistar um Peregrino eu abrandava, passava por eles em andamento lento, evitava salpicar com lama ou levantar pó e desejava sempre “Buen Camino” ou “Bom Caminho”!
Como verão mais há frente o projecto só se concretizou por completo com a Artax, uma vez que a primeira tentativa com a Dulcineia correu mal.

Que preparativo se deve ter?

Agora, depois de o ter feito diria.
Melhor condição física.....
Mas no momentos prévios tive mais cuidados com a Artax, montando-lhe alguns acessórios e tratando de imitar as possíveis circunstancias que podia encontrar durante a viagem, fazendo sucessivas saídas ao monte para me habituar a ela!
Como vem com pneus mistos de origem a ideia era mudar os pneus para uns pneus de tacos a serio, com câmaras reforçadas e tudo... Mas o tempo livre para fazer as compras e a montagem foi nulo. E ainda bem! Porque terminei por perceber que foi a melhor opção ir com os pneus de origem.
Comprei umas botas de enduro para ir minimamente protegido e não utilizar as minhas botas de turismo, mas estas deixavam entrar agua, assim que acabei por levar as minhas botas de neve que, diga-se de passagem, me fizeram um jeitão!

_________________
Que as Curvas nunca acabem!


24 abr 2016 13:59 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 15 fev 2010 02:04
Mensagens: 3274
Localização: Braga - Paços de Ferreira
Mensagem Re: El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!!
:pop) :pop)

_________________
Agostinho Gomes
e a sua KTM 990 Adventure RS Branquinha


26 abr 2016 09:45 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro

Registado: 14 jun 2015 13:11
Mensagens: 15
Mensagem Re: El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!!
Dia 4 de Janeiro de 2014 e o salto da cama foi mais que contundente.
Era dia de aventura!


Imagem


Dulcineia já estava à minha espera.
O trajecto até Siant-Jean-Pied-de-Port estava traçado e pensado para atravessar uma parte da Jacetania, territorio algo desconhecido por mim, sem deixar de passar pelos Riglos ou pelo Mosterio de San Juan de la Peña.
Nada mais sair de casa metemo-nos por caminhos agricolas para cortar caminho.
Alguns caminhos estavam tão danificados pelas chuvas dos dias anteriores que não pude evitar algum sufrimento ao perceber que Dulcineia tinha dificuldades em avançar.

Imagem

Quando paramos em piso firme ela estava assim!
Mas os caminhos ficariam por aqui.....
....por enquanto!

Imagem

Os Mallos de Riglos....

Imagem

 
Anzanigo, donde fica um refúgio Motard, mesmo no sopé dos Pirineus!

Imagem


Este é o Mosteiro de San Juan de la Peña onde, segúndo diz a lenda, um Cavaleiro do Templo depositou o maior tesouro da Ordem do Templo, o Santo Graal. Foi neste mosteiro beneditino que o Santo Graal foi guardado até que o Rei Afonso V de Aragão o levasse para a catedral de Valencia.


Imagem




Estamos em plena Jacetânia, onde as curvas são assim!



Imagem




As povoações aqui tem uma beleza especial, como Ansó que aqui vemos.
A tarde, e Navarra, traziam-nos um imenso temporal de chuva e neve nas terras altas, a esta ultima conseguimos esquivar, mas a chuva obrigou-nos a vestir o oleado e a abrandar o ritmo em estradas onde as curvas convidavam a ritmos alegres e inclinações acentuadas.
Chegamos a Sain-Jean cansados e fartos de chuva, que só nos abandonaria de madrugada.



05-01-2014


Imagem





A porta de Saint-Jaques, que dava acesso ao nucleo medieval de Saint-Jean-Pied-de-Port.
Eram as 6h30 da manhã e a ansiedade obrigou-me a sair de noite para a rua.


Imagem



As ruas apresentavam ainda as decorações natalicias e gozavam de um silencio apaziguante.
Não chovia, mas faziam temperaturas negativas.

Imagem





La no alto, pouco antes de chegar a Roncesvalles, a neve caida durante a noite fazia realçar a beleza destas paragens.


Imagem



A famosa Escalinata de Roncesvalles, num momento em que voltava a nevar.
Era tempo de por preventivamente o fato de chuva e começar o caminho de verdade!


Imagem




A parte Navarra é acidentada e cheia de arvores que devem criar um ambiente verde e fresco para os peregrinos.


Imagem




O Caminho


Imagem




Os cursos de agua que tivemos que atravessar eram muitos...


Imagem




Um velhinho Willis e a Dulcinea que se quis fotografar ao lado!

Imagem






A Plaza del Consistorio em Pamplona, famosa pela largadas de touros (encierros) e as festas de San Fermin.


Imagem



De volta ao caminho!!!!


Imagem




O monte do Perdão.
É aqui que começa uma descida perigosa, abrupta, com muitos degraus e pedra solta. Chovia, fazia vento e, apesar de ter muito cuidado, por varias vezes encontrei os limites na Dulcineia.
As suas suspenções tinham pouco curso, a posição de condução não era de todo a ideal e, o que a levava estava demasiado verde para este tipo de aventuras.
Quando terminei a descida, sem antes levar um par de sustos, o caminho ficou “manso”, abrindo-se diante de mim com piso plano, largo e sem aparentes obstaculos, bordeando alguns arbustos sem grande dificuldade. Tudo convidava a aumentar o ritmo e acabei por acelarar mais do que devia.
Ao passar ao lado de um dos arbustos o caminho subitamente deixa de existir. O terreno ao lado tinha sido lavrado, assim como parte do caminho, o que deixou tudo cheio de barro e terreno “fofo”, acabando no chão no meio de um lamaçal. Dulcinea não teve a mesma sorte, pois impactou contra uma arvore, torcendo uma bainha, o guiador, amolgando o deposito e partindo a manete de embaiagem. Felizmente e depois de ver que não tinha nada a não ser o orgulho ferido, consegui reutilizar o pouco que restava da manete da embraiagem e trazer a Dulcinea de volta para casa.

Imagem





Estava assim finalizado o Caminho.....
....por agora!


Imagem




Já lá vão mais de dois anos, que aproveitei para ganhar experiencia, ler sobre o Caminho e comprar outra moto, muito mais capaz de aguentar uma aventura desta dimensão.
Contudo, aprendi muito, a experiencia e o que vivi mantinham vivas na minha alma aquela chama de sair à descoberta do caminho.
Coisa que chegou no ultimo dia do mes de Fevereiro deste ano!

_________________
Que as Curvas nunca acabem!


26 abr 2016 20:55 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 19 out 2009 08:08
Mensagens: 1668
Localização: Mira Sintra, Com Vista prá Serra
Mensagem Re: El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!!
Viva

Bom relato, mas reduz o tamanho das fotos que torna-se difícil ler

Abraço

_________________
Abraço
JaimeX

Laranjinha 990 :-)


27 abr 2016 08:17 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro

Registado: 14 jun 2015 13:11
Mensagens: 15
Mensagem Re: El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!!
28-02-2016

O que é a Vida!?
A Vida é um caminho e/ou a forma como o fazemos, é que nos pode levar a concluir se soubemos viver a vida, ou não!
E muitos de vocês pensarão:
-Se fosse assim tão fácil!!!!!
Claro que não! Mas já se puseram pensar na quantidade de reacções químicas que são necessárias para respirar?
Tudo começa na foto-síntese....
Bem! Adiante....
Ao contrario do que foi programado da primeira vez, desta vez não programei nada.
A única reserva que foi feita foi a de Saint-Jean, onde iria começar o caminho. Depois!?
Depois logo se veria....
O almoço foi tomado em família. Eu e a namorada!!!
Não havia pressa, mas havia algum nervosismo por parte dela.
Perguntava sobre detalhes, porque tinha que sair no domingo e depois rematava:
-Prometes ter cuidado?

Montar na Artax foi algo diferente.
Sair de Zaragoza fez-me acreditar que estava lançada a aventura, que daqui em diante seria eu e o Caminho. E foi logo o que procurei, pois o trajecto Alagon (zona perimetral de Zaragoza), Luceni, ja a 30km da Capital do Reino, foi feito pelos caminhos agrícolas que eu conheço!

Imagem

Só de pois de passar o rio Ebro é que me centrei em fazer o trajecto até Saint Jean por asfalto.

Imagem

O imponente castelo de Sadaba, temporariamente nos abrigou do vento, frio e forte, que fazia duvidar das capacidades de Artax.

Imagem

Sos del Rey Catolico, importante centro medieval que já tivemos a oportunidade de visitar.

Imagem

Aqui pousamos, eu e a Artax, para imortalizar o inicio desta aventura.
Daqui em diante, alem duma paragem para abastecer, tratamos de chegar quanto antes a Saint Jean, em solo Francês, onde no dia seguinte daríamos começo ao Caminho.

<img src="https://loneride.files.wordpress.com/2016/04/5-noite.jpg" width="100%" height="auto">

A estrada estava limpa, mas a neve deixava bem presente o tempo que tinha feito nas ultimas horas.
O pior, é que não tinha amainado e os alertas por neve em terras altas e gelo durante a noite ainda não tinham sido retirados.

Imagem

Por fim o descanso....
Até amanhã!

_________________
Que as Curvas nunca acabem!


12 fev 2017 19:28 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 12 jan 2010 15:23
Mensagens: 23
Localização: Viana do Castelo
Mensagem Re: El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!!
:thumbsup: :thumbsup:

_________________
Se te la llevas, tiene cuidado!


13 fev 2017 18:58 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 14 dez 2009 19:38
Mensagens: 2681
Localização: Matosinhos
Mensagem Re: El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!!
Parabéns pelo projecto :thumbsup:

Já agora, gostava de acrescentar uma pequena estória:
Enquanto o corpo de Tiago jazia na jangada de pedra à deriva, esta passou ao largo do Norte de Portugal em direcção à Galiza.
Nesse tempo, um cavaleiro romano, Cayo Carpo, casava na praia com a sua noiva e desafiou os seus camaradas para uma corrida a cavalo pelo mar adentro. A corrida iniciou-se e todos os cavalos e cavaleiros naturalmente ficaram submersos. Ao assistir a este facto, a população ficou muito aflita com a provável morte dos cavaleiros. Contudo, ao aproximar-se da jangada de Santiago, Cayo Carpo emergiu do oceano milagrosamente e regressou ao areal, coberto de Vieiras.
Por isso hoje em dia a praia onde isto aconteceu tem o nome de Matosinhos (o Senhor matizadinho - "matizado de vieiras"), e a Vieira se tornou um símbolo tão fortemente associado à peregrinação de Santiago de Compostela.

Como não sou historiador, conto apenas o que a tradição popular diz. Achei interessante partilhar :D

_________________
'96 Gilera RK 50 Cannibal


04 abr 2017 22:08 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 15 fev 2010 02:04
Mensagens: 3274
Localização: Braga - Paços de Ferreira
Mensagem Re: El Camino se hace al andar..... ...en Moto!!!
:thumbsup:

_________________
Agostinho Gomes
e a sua KTM 990 Adventure RS Branquinha


28 abr 2017 18:46 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 8 mensagens ] 


Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
cron
Powered by phpBB © phpBB Group.
Designed by TRAILAVENTURA @ 2009.