Data/Hora: 13 dez 2018 22:34




Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 46 mensagens ]  Ir para página 1, 2  Próximo
 Relato Aventura Transmontana V 
Autor Mensagem
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 24 jun 2010 00:45
Mensagens: 1596
Localização: Braga
Mensagem Relato Aventura Transmontana V
Já que ninguem mais o faz, começo eu.
Começo por deixar um forte abraço a todos os participantes de mais uma aventura por Tras-os-montes
Foram mais 3 dias desorganizados (culpado :shi: ) em muito boa companhia, com vistas deslumbrantes características desta região, vinho acompanhado de boas iguarias, convívio e ate cafezito com cheirinho apareceu nas duas noites de acampamento.
tenho pena de quem não nos pode acompanhar, pois, não imaginam o que perderam :shi: :zum:
Agora fora de tangas, fiquem atentos,preparem as montadas, as companheiras(os) e os patrões, pois já existem ideias para a próxima edição.

Deixo aqui o meu video, espero que gostem...


As fotos também irão aparecer...

_________________
doidospornatureza.blogspot.pt/
Yamaha Virago 525 (Bober) ex
Yamaha XT 600 E ex
Honda AT RD04 ex
Honda XR 650 R


02 abr 2015 22:03 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 29 dez 2010 19:50
Mensagens: 1031
Localização: Povoa de Varzim
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Pois, já me tinha ocorrido. Lá pra amanhã escreverei umas linhas.

_________________
DRZ 400E
Transalp 600 ex
RMZ 250 ex
Husaberg 400 ex
Honda xr ex


02 abr 2015 22:28 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 04 nov 2011 23:17
Mensagens: 613
Localização: Água Longa - Santo Tirso
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Foram sim senhor 3 dias espectaculares, e o Montesinho estava lindo...para não variar.

Imagem

Imagem
Aldeia de Montesinho

Imagem
As pistas do Montesinho

Imagem
Mais pistas com limite de velocidade

Imagem
A Casa Abrigo que nos deu dormida e muito convívio

Claro que para aqui chegarmos, outras coisas boas se passaram pelo caminho, das quais apenas consigo partilhar convosco uma pequena percentagem, como, por exemplo, a dormida da noite anterior em Segirei, com direito a rio, areia, toupeiras a quererem entrar pela tenda, mesas e churrasqueira:
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
Dos workshops do Rui Marques

Imagem
Foi mesmo até ao fim...

Imagem
Dos caminhos que tivemos de enfrentar para chegarmos a Pitões das Junias...

Imagem
Pitões das Junias

Imagem

Imagem
...e das autênticas auto-estradas que nos levaram até Montalegre

Imagem
Das fantásticas aldeias que fomos cruzando

Imagem
Do petisco acompanhado por Listerine nas Minas da Borralha

Imagem
Dos recantos perdidos na Natureza, logo a seguir à Povoa do Lanhoso...

Imagem
...e respectivas trialeiras

Imagem

Imagem
e do inicio da Aventtura Transmontana V, no Sameiro

Imagem

Muito mais havia para dizer, mas por muitas mais palavras que escreva, ou fotos que publique, conseguirei transmitir o fantástico clima destes 3 dias de aventura que tivemos.

Venha a próxima!

Cumprimenttos

_________________
Carpe Diem!
ttrilhosdoxisto


06 abr 2015 21:21 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 24 jun 2010 00:45
Mensagens: 1596
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Foi no Fim de semana dias 27,28 e 29 de Março que se realizou mais uma Aventura transmontana edição 5
desta vez o projeto era fazer o percurso inverso da AT III, Começava em Braga, passando por Vieira do Minho, Pitões da Junias,Montalegre, Chaves, Moimenta e Montesinho fazendo o Regresso também em TT por Vinhais, Chaves Montalegre Vieira do Minho e terminar em Braga, mas um trajecto de formato mais rápido.
Claro, que não consseguimos seguir o track por inteiro, tendo de atalhar por estrada em algumas partes, o que não tirou qualquer prazer ao planeado, pois nesta zona do pais até as nacionais são divertidas e com paisagens fantásticas.

Bem, o dia de Sexta feira começou no Santuário do Sameiro, O primeiro a Chegar foi o Tiago eram 8.30
depois cheguei eu as 9.15 e perto das 10h chegou a malta do Porto

Imagem
Imagem

Seguimos pelos caminhos de "Domingo de Manha" até à primeira difuculdade, um Spot muito Bonito do qual eu gosto muito já depois da Povoa de Lanhoso

Balona em Ação e o Gamito a encher...
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
Continua...

_________________
doidospornatureza.blogspot.pt/
Yamaha Virago 525 (Bober) ex
Yamaha XT 600 E ex
Honda AT RD04 ex
Honda XR 650 R


07 abr 2015 23:31 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 18 dez 2012 15:35
Mensagens: 437
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
O gangue dos feios, porcos e maus... :D

_________________
KTM 530 EXC - 2009
KTM 990 Adventure - Black 2006
ex Honda XR 600R 1993
ex Honda Varadero 2005


08 abr 2015 10:32 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 29 dez 2010 19:50
Mensagens: 1031
Localização: Povoa de Varzim
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Já tendo feito a AT4, foi com ansiedade que esperei a AT5, por serem 3 dias totalmente em autonomia para o que der e vier.
A AT4 foi de luxo, muitas condições e depois foram dois dias.

A AT5 seria diferente, pelo menos para mim, pois transportar tudo na cabra seria um desafio - deu para tirar umas lições.

Dias de preparação a conta gotas, listas do que levar. Ensaiar carga. Fato viagem? roupa enduro? Ver ferramenta, peças, lampadas, vela, desmontas, cerra cabos, comida, roupa, terei frio, levo mais um cobertor, mas onde? porra ainda tenho de acrescentar uma mochila... putaquepariu $%#&/$%$

DAY I

O off começou logo em "Famalicon" com Merencio E MPedro, para ir ter ao Sameiro - sem novidade, apenas umas garrafas de água perdidas.
Chegados ao sameiro estava um capacete de nuvens a prometer, a fazer jus ao epiteto de Braga ser o punico do céu - ninguém se assustou.
Mas o Bruno quis assustar, e de burras ultra carregadas resolveu meter-nos a descer por trialeiras de rocha onde treina as extreme teste ao fim de semana - pensei para mim: por este andar em 3 dias nem passamos de Vieira do Minho - Sim, houve 1 ou 2 esbardalhanços a abrir e outros foram à volta quando puderam.

Fomos "rolando", muita pedra, lage ... e :D o Bruno resolve de novo inventar no track e sai mais uma trialeira bera a descer - isto está bonito - mas valeu a surpresa, era um spot magnifico ali pras bandas da Póvoa de Lanhoso. Um lindo ribeiro ladeado de vegetação ripicola, que aparece nas fotos acima. Pela água era traiçoeiro e foram dois pros, Tiago e Bruno, pelo passadiço de pedra todo f&%$& passou o resto da comitiva e ainda me espalhei lá a pé em cima do verdete dassee ( foto acima )

Paisagens bonitas, verde, bosque, regatos, e por ali fomos dar de beber aos cavalos. Passou VMinho e em pouco chegamos às minas da borralha para uma ração de combate - fotos, brancos e tintos, estorias de gajos que lá se esbardalharam e no final glisterin :unibrow: .

Depois foi sem novidade, fomos a um miradouro onde temos uma foto de conjunto e seguimos para NE em direção a Pitões. Até lá houve, romanas, partes de trilho mal definido, pedra cumocarago, estradões de eolicas, motas suspensas em juncos, trilhos fechados, bouças ardidas que fizeram pinturas rupestres no fardamento, e gaijos com sorriso grande.

Chegados a Pitões, viram-se os arruamentos novos, cumprimentos ao Preto, à malta nova de cabelho grisalho que nas tabancas se esforçava por ver o fundo às pipas, mirou-se a nova arquitetura pós-francius, já com algum respeito pela traça tradicional, e depois dum pim pam pum, entramos no bar celta: bom aconchego dum taberneiro 5 * criado a tripas, que resolveu mudar de vida - cá pra mim foram mulheres. O que faria um homem trocar incicta vida por Pitões?

E foi a tourada do costume.
O Merêncio foi "passar uma receita duns oculos a uma velhinha" e voltou um homem novo. Depois ainda se correu atrás do home do trator que afinal eram vários, para a foto de conjunto, mas o anticristo parece que viu o diabo e pôs-se nas p*tas.

Nos, acompanhados pelo anfitrião fomos ver os aposentos do belo telheiro celta. Estava-lhe a dar o fim de tarde côr de fogo, e, perante aquele cenario de borralhinho aceso, chão de bom soalho, acolhedor, fantasiou-se logo explendida noite de comicio e bebicio regado de grandes epopeias e estorias de esbardalhanços de outro mundo, onde homens virariam rapazes. " ninguém bebe nada caragooooooo" grita um alarve lá de baixo. Pronto, toda a magia se esfumou e o corpo mole voltou a enrijar-se, pois o acampamento ainda estaria uns 100 km.

Bebemos mais umas e outras, uma bucha pelo meio, uns gracejos com os serranos e entretanto chega o Pedro numa 990 novinha. Jasus, até me vieram as lagrimas aos olhos quando pensei por onde já tinhamos passado. Beijos e abraços, bebe-se mais uma, meia duzia de verdades coloridas, e bota o macho à estrada.

O sol já andava baixo, a temperatura começava a descer e uma certa inquietação notou-se no andamento que começou a avivar, com a comitiva a esticar e as pausas de espera maiores. Rumo NE sempre junto à fronteira raiana. Paragem, atestar, e definir o que fazer já com sol posto.

Sem escolha, pois o local do acampamento estava definido, com o BOb já no caminho de jipe com o repasto e outro grupo que viajaria de noite pra lá ir ter. Seguimos com um misto de estrada e offroad até Segirei, ou Sergirei ou lá cum diabo do nome. Mas chegamos, noite bem entrada, já o lume crepitava, e a febra virava.

Montado o estamine fomos ao repasto. Estava frio. Valeu o lume e a companhia na boa conversa. Saltaram as garrafas cujo conteúdo aqueceu o coração e cada um disse o que lhe foi na alma. O que recalcou durante semanas pois seriam palavras incompreendidas, disse-o ali, aqueles da sua tribo, que o perceberam, mesmo nas meias palavras, nos gestos.

Das fermentadas passamos às destiladas e a lingua soltou-se, disseram-se umas alarvidades, umas gargalhadas. _ Epá ainda são só 23h. Porra, pareciam 2h, os ossos pesavam dos kms, mas fizemos fincapé até chegar o 2º grupo. Chegaram, tal qual qual ovnis com rodas, misteriosos, cortando o escuro da noite naquele fim de mundo. Alguém gritou_ Animaliiiiiiiiiii. Ai estava o home, de albardas bem arreadas e um pneu de taco novo para um workshop d´alvorada - igual a si mesmo :D

E fomos dar descanço aos ossos.

To be continued

_________________
DRZ 400E
Transalp 600 ex
RMZ 250 ex
Husaberg 400 ex
Honda xr ex


Editado pela última vez por Gamito em 08 abr 2015 21:42, num total de 4 vezes.



08 abr 2015 19:30 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 16 abr 2009 22:05
Mensagens: 1737
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Que bela aventura! :ave:

Fotos brutais, grandes cenários..
Obrigado pela partilha, que isto já é raro. :okkk:


08 abr 2015 21:02 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 24 jun 2010 00:45
Mensagens: 1596
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Belo relato Gamito
Eu não descreveria melhor o primeiro dia. :friends:
Grandes conversas noite fora junto à lareira acompanhados de bons liquidos.
Para mim, uma das grandes vantagens de autonomia e camping. O convivio, o calor da fogueira, a proximidade, companheirismo e cumplicidade que criam entre os participantes... :music:

_________________
doidospornatureza.blogspot.pt/
Yamaha Virago 525 (Bober) ex
Yamaha XT 600 E ex
Honda AT RD04 ex
Honda XR 650 R


08 abr 2015 21:43 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 18 dez 2012 15:35
Mensagens: 437
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Tudo dito com grande mestria!!

PS: a 990 não é, infelizmente, nova, nunca a tinha era levado para tão maus caminhos, mas como a cabra estava no estaleiro e não podia faltar à AT5, lá tive que a calçar e po-la a caminho! E devo dizer que adorei e talvez volte com ela na próxima... :shi:
Pelo menos há espaço para bagagem e o rabo agradece!

_________________
KTM 530 EXC - 2009
KTM 990 Adventure - Black 2006
ex Honda XR 600R 1993
ex Honda Varadero 2005


08 abr 2015 22:31 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 24 jun 2010 00:45
Mensagens: 1596
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Continuando...

Daqui seguimos para Vieira do Minho, onde paramos para mais uma foto na Capela da Senhora da Fé
Imagem

Depois foi sempre a andar até à Cabreira.
Já me ia esquecendo, antes desta foto em cima, como bons Samaritanos e amantes da Natureza, ainda fizemos a nossa boa ação do dia. ao tentar apagar uma queimada/fogueira(s) que alguém fez.
Como vimos, que não estávamos a ter sucesso, lá chamamos os Bombeiros, pois aquilo estava com vontade de se expandir com força...

Uma paragem para mais umas chapas, pouco antes da Borralha
Imagem

Imagem

Imagem

como a Fomeca, já apertava, decidimos para na entrada para as minas da Borralha.
Toca a tiras as buchas, juntar tudo e dividir. apareceu na mesa algo insolito, Listerine Verde Tinto, que maravilha...
Imagem

Imagem

A partir daqui e porque já estavamos a ficar atrasados, foi sempre a fazer Km até pitões da Junias, onde ainda deu para inventar um pouco por entre caminhos fechados e calçadas romanas.
Imagem

Imagem

Imagem

A partir daqui, o track que fez o meu dia brilhar, uma especial de calçada romana, single track, técnico, mas rápidos e divertidos, e pelo meio apareceu esta velha mas bela ponte de madeira
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Já em Pitões, enquanto o pessoal confraternizava com os habitantes locais, o simpático proprietário do Celta e o dono do trator que fugiu da foto.
O Merencio ainda teve tempo para uma segunda boa ação do dia, ao ajudar uma solitária habitante local, a descobrir um medico e a melhor maneira de chegar até ele.
Imagem

Entretanto, chegou mais um companheiro, com uma 990 a brilhar e sem riscos, que até dava vontade de chorar de tão nova. era ele o Pedro Fontes de Braga.
Imagem

Siga caminho que se faz tarde. TT até à bomba mais proxima, já na fronteira com Espanha, decidir o melhor caminho até ao spot de acampamento, um misto de alcatrão e terra batida, onde já nos esperava o Bob com a Xixa a estalar na Brasa.

chegados a este belo local em Segirei, com piso relvado, junto ao rio, toca a montar o estámine, entendesse, tenda, enquanto de degustou umas belas costeletas grelhadas acompanhadas de pão e bom vinho.
Para terminar, porque a gente, não faz por menos, cafezito e Xiribipiti.
Passear pelo parque à procura de Rede movel, avisar a familia de que ainda estamos vivos, perguntar onde anda o segundo grupo que vinha por estrada, Lá ficamos afincados à espera dessa malta noite dentro sempre com boas conversas, junto ao calor da fogueira e acompanhados de bons liquidos que nos aqueciam o coração e a alma...

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Termina assim o primeiro dia, com a chegada do 2º grupo e com eles aquela expressão inigualavel de alguem sem igual "Aannimmaaaaaallliiiiiiiii", carregando consigo um pneu novo para sessão de Workchop matinal...
Ainda no grupo chegaram também o Agostinho, Hugo Bruno com a Miriam à pendura e o Pedro Serôdio.

Imagem

Continua...

_________________
doidospornatureza.blogspot.pt/
Yamaha Virago 525 (Bober) ex
Yamaha XT 600 E ex
Honda AT RD04 ex
Honda XR 650 R


08 abr 2015 23:12 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 21 abr 2009 12:11
Mensagens: 2485
Localização: São Miguel - Açores
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Muito bom pessoal :okkk:

_________________
Boas Curvas!
Bruno Botelho
KTM LC8 950 ADVENTURE & KTM EXC 400 - Ready To Race

http://www.motoazores.com


09 abr 2015 11:07 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil Visitar o sítio web do Utilizador
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 29 dez 2010 19:50
Mensagens: 1031
Localização: Povoa de Varzim
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Day II

Acordei cedo - 7h. A canalha pequena tinha palha na cama e cedo se pôs aos pinchos com a coli a ajudar à festa - espectáculo de cão ! (mais tarde soube que não foi palha, foi frio)
Dormi mal. Também tive frio. Levantei-me e fui tirar umas chapas àquela maravilha natural que me rodeava: um rio truteiro, de água cristalina, ladeado de salgueiros, ulmeiros e outras da mesma familia - lindo.

A malta começou a arribar e, nisto, aparece o Merêncio apavorado com as toupeiras madrugadoras que lhe iam irrompendo pela tenda dentro.

Enquanto se levantava o acampamento, o Rui Marques foi dando um workshop de montar pneus. Ainda lá fui espreitar e trocar umas opiniões, pois algo na minha mota me andava a papar 0,5v por dia :confused: . Na vespra , a mota não havia pegado, deu 10v no multimetro e eu andava sismado - ja descobri - transformador da USB :pum2: : fusivel fora até levar um interruptor de corte.

Mas lá abalamos, com mais um casal de cabras que apareceu pela alvorada. Fomos meter pitrole, e a bomba é já ali, segue segue segue, até que enfim. Pitrole nelas, café neles e siga. Pelo caminho em contra mão o Marques, Agostinho, Balona e Bruno+Miriam. Nunca mais nos encontramos, e tal como no 1º dia fizeram outro percurso, ou partes do mesmo track. Não gostei muito, pois perdeu-se algum cumbibio. Ainda os avistamos ao longe, mas não colamos, pois as paragens quebraram o ritmo e depois fizemos variações.

O segundo dia, começamos como tinhamos acabado: a inventar. Diga-se q´uisto foi a desorganização completa ( no bom sentido) os tracks eram vários, desde várias ATs a VAPs que se cruzavam e o mister Bruno enfiava-se no que lhe dava na real gana. Desliguei o GPS. Apanhou-se tudo, bons trilhos, boas paisagens, descidas de precipicio propicias ao esbardalhanço, outras cheias de giesta, portanto... aventura não faltou.

Chegamos a um vale muito bonito, documentado em fotos, dá-se a primeira travessia a vau, Bruno na frente, vou de seguida, tem uma pedra grande na saida, bato-lhe com a roda da frente, empina-se um pouco, sem medos, gasss, tou lá em cima. O 3º fica, 4º passa, 5º passa, 6º fica, bota corda, empurra, puxa, tá tudo. Excitação, ver as vistas, cigarros, cumbersa, fotos, siga que se faz tarde.

Subimos e seguiamos para E junto à fronteira, onde até tirei uma foto junto a um marco. Recordo até ai uns quilometros de estradões onde me estiquei um pouco com a mota a fugir sempre, pois levava os setings no maximo pelo peso e os pneus bala por causa dos furos na pedra. Seguiu-se depois uma enorme subida, cheia de cascalho e pedra, que na segunda metade estava coberta de giesta. Por esta altura, no vale anterior, já nos tinha abandonado um companheiro com o quadro rachado, que foi rolando e se nos juntou à noitinha em Montesinho (ainda bem - figura imprescindivel).

Continuando, ou melhor, aguardando junto ao marco de fronteira esperamos pelo reagrupamento. A 990 chegou cá acima numa panela de pressão e esperou-se algum tempo (...) . Arrancamos, descemos e novo regato, maior cheio de lajes e fundões. Passa o 1º e charco, botas na agua, escorregadelas, bota-se a mão ao homem e põe-se do outro lado. Fui inspecionar o fundo, voltei e impulsivamente joguei-me lá para dentro. Quase do outro lado, o c&%#& da roda entra-se-me num fundão e, homem ao mar (ta no video). Parecia sabão. O resto passou à mão e com corda - o mais sensato; outro foi à volta. Uma seguiu infelismente pro estaleiro, eu safei me, depois de uma intervenção de fundo com a ajuda dos meus companheiros a quem agradeço a ajuda - deste episódio tirei grande lição :nod: . Sorte estar sol que secou a roupinha. Fez-se ali a buxa, mas por esta altura estava um pouco f%$%$#, pois ainda não sabia o desfecho da coisa - correu bem.

A tarde correu cheia e um pouco cansativa. Muito km, nem deu para apreciar a paisagem, nem uma cerveja se bebeu, papavam-se dezenas de km, umas asseguir às outras. Mas teve de ser para chegar a Montesinho, e, mesmo assim chegamos novamente de noite. O Bob e as trails já haviam chegado. O ambiente estava quente. O lume crepitava. Foi bom aquele calor depois de um dia longo.

continua

_________________
DRZ 400E
Transalp 600 ex
RMZ 250 ex
Husaberg 400 ex
Honda xr ex


Editado pela última vez por Gamito em 10 abr 2015 18:12, num total de 1 vez.



09 abr 2015 22:54 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 24 jun 2010 00:45
Mensagens: 1596
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Grande descrição Gamito. :dance: :friends: :music:
Gosto do teu relato, mas para a próxima tens de levar peligrafica e fica perfeito :cachaço: :D

Peligrafica nos nossos passeios é ferramenta obrigatória :leiam:

_________________
doidospornatureza.blogspot.pt/
Yamaha Virago 525 (Bober) ex
Yamaha XT 600 E ex
Honda AT RD04 ex
Honda XR 650 R


09 abr 2015 23:18 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 18 dez 2012 15:35
Mensagens: 437
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Gamito: TOP!TOP!

Aproveita enquanto estás inspirado e siga para o resto!

Essa inspiração ainda dura da pinga que "bubemos"? :D

_________________
KTM 530 EXC - 2009
KTM 990 Adventure - Black 2006
ex Honda XR 600R 1993
ex Honda Varadero 2005


10 abr 2015 09:52 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 13 set 2009 15:48
Mensagens: 574
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Boas pessoal!!
Exceleeentes estes relatos!!!! A qualidade é tanta que até parece que vivi o acontecimento! :D
Vou ver se encontro uma fotos....... (ai a preguiça!! :music: )

_________________
"Viajar é atravessar!....................."


10 abr 2015 10:21 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 04 nov 2011 23:17
Mensagens: 613
Localização: Água Longa - Santo Tirso
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Gamito, EXCELENTE RELATO :hello: . Acabas-te de ser promovido a Relatador-Mor. :cop:

Abraço

_________________
Carpe Diem!
ttrilhosdoxisto


10 abr 2015 16:29 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 24 jun 2010 00:45
Mensagens: 1596
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Um Video do nosso amigo Eduardo Balona


_________________
doidospornatureza.blogspot.pt/
Yamaha Virago 525 (Bober) ex
Yamaha XT 600 E ex
Honda AT RD04 ex
Honda XR 650 R


10 abr 2015 17:58 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 29 dez 2010 19:50
Mensagens: 1031
Localização: Povoa de Varzim
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
pmerencio Escreveu:
Gamito, EXCELENTE RELATO :hello: . Acabas-te de ser promovido a Relatador-Mor. :cop:

Abraço


thanks, generosidade tua!

_________________
DRZ 400E
Transalp 600 ex
RMZ 250 ex
Husaberg 400 ex
Honda xr ex


10 abr 2015 18:04 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 29 dez 2010 19:50
Mensagens: 1031
Localização: Povoa de Varzim
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
DAY II - Noite

As casas de Montesinho são um exemplo vivo do laxismo e mau serviço que se presta nalguns setores da administração publica. São um conjunto de abrigos bem enquadrados na paisagem, à letra, uma vez que ficam entre fragas graniticas. Por dentro foram bem equipadas, mas depois incompreensivelmente foram deixadas ao abandono. Não sei quem as tutela, mas desconfio que seja uma qq direção de parques e reservas, dependente do minitério do ambiente; seria bom até alguma espécie de protocolo com a câmara de Bragança, para acabar com o presente vandalismo - porque não esqueçamos - aquilo ali é dinheiro dos nossos impostos. Também aposto que a administração central não vai largar aquilo, e é caso para dizer, que não f"#$ nem sai de cima. Desculpem o desabafo!

Chegamos noite feita, com os ultimos 30Km de offroad até la sempre de noite, poeirentos, com passagens com regos de rodados, nesta fase entrei em piloto automático e valeu-me o foco de led recém montado. Vejo um primeiro conjunto de casas e pensei, chegamos, não, continuamos, chegamos a um segundo conjunto, vejo fumo, foi ali. Parque cheio, encaixo a minha entre uma mamalhuda e outra cabra, descarregar a burra, abraços e beijos, as estorias do dia por alto, que os pormenores seriam para logo à volta da lareira.

O ambiente da casa estava quente, aquecer-me foi a primeira coisa que fiz, a malta foi para uns quartos de cima bem forrados a madeira, mas decidi ficar em baixo, ao lado do lume, que me proporia manter durante a noite. A mesa estava posta, com o Rui Marques ao centro, à patrão, faca na mão, com tom ameaçador a quem se aproximava do taxo das feveras, ainda pensei que fosse o crocodile dundee - animaliiiiiiiii. Quando fui buscar duas chouriças e um queijo de cabra caiu o sembleante e tornou-se no melhor amigo do homem :lol: - Ruizinho tive pena de não ter rolado contigo, em 3 dias nunca nos cruzamos. Entretanto as boxes e os vintages começaram a surgir, e aquilo parecia o milagre dos pães, mas com vinho, ou seja, ao fim do 2º dia a coisa ainda seguia farta.

A festa continuou à boa maneira portuguesa, numa orgia de enchidos, grelhados, queijos, broa, tintos & tintos e o mais importante, calor humano e boa disposição. Os bons amigos, alguns de circunstancia estavam ali naquele fim de mundo, onde nem as tropas napoleonicas calcorrearam, contando as estorias presentes e passadas, homens feitos, miudos por momentos, porque a juventude não está no corpo mas sim na alma; trocaram cortesias, alarvidades, urros da excitação do dia. Fizeram-se brindes, saúdes, promessas de távola redonda, ou, tal qual o peregrino a meca.

O Agostinho disse uma coisa certa: " por vezes olhamos para outras partes do país, quando Trás os Montes tem tanto " , por explorar, é um mundo de aventuras, de paisagem limpa, natural, onde raramente se nota uma leve humanização da paisagem, com muito respeito pela natureza, próprio das gentes transmontanas. O Marão separa o litoral atlântico e verdejante, que tem no Gerês um exlibris, das terras quentes transmontanas com 9 meses de inverno e três de inferno. O inferno este ano será ainda mais custoso, pois saidos do inverno, os caminhos apresentavam-se já secos. Comi tanto pó como num panicie dourada. Aliás Trás os Montes e o Alentejo têm muitas semelhanças; enquanto o primeiro tem um clima seco devido à continentalidade, muito seco devido ao Alvão/Marão que são uma barreira às massas de ar atlânticas, o segundo (Alentejo) é seco e árido devido ao caracter mediterrânico ditado por latitude meridional. Estas características explicam os bons vinhos e azeites comuns às duas regiões, marcadas pelas temperaturas elevadas no Verão e uma certa aridez que apura o grau da pinga. Quem nunca bebeu um tinto caseiro aqui do NE, com 14 ou 15º.

A noite continuou animada, formaram se grupos de cumbersa e o ambiente tornou-se eclético com um pivôt, motas claro. Contaram-se passeatas hitóricas, estorias com verdades grandes e pequeninas, lebraram-se os que não puderam estar e passamos para as destiladas. Licores, abafados, medronhos, colorados em casca de carvalho - mais pormenores aqui relatados exigiriam a presença do Villas, que por sinal, também é dado a coisas da prosa e um bom companheiro nestas coisas. Mais velho que eu ali, só o Balona, quer dizer, não digo velho mas sábio, e como tal dediquei-me a seca pipas antes de passar às branquinhas, que só toquei por fins medicinais, uma espécie de elixir bocal antes de deitar.

Por esta altura da noite o cumbibio ia forte, e valeu uma vizinhança educada e silenciosa que nem pedras que são. Fui mudar água às azeitonas e sentir o fresco da noite, epáaa que as fragas mexeram, f&$%$&$, já chega, paroue. Fizeram-se umas cafeteiradas de chá que deram para manter o serão mais uma horinha ou duas. Belo. Senti-me no céu. Estava naquela fase em que a gente desliga completamente de tudo o que é a vida quotidiana. Zen...

Um após outro, a malta foi subindo. Não era a vontade, era os ossos, pesados, ebrios. Fui lá fora cartar uns toros para brazearem durante a noite, porque o pardeeiro não tinha janelas, carregadas por algum saltimbanco da raia. Fiquei eu, MPedro e Bruno a guardar a porta e o lume.

Durante a noite estas terras altas foram assoladas pela ventania, que zurzia pelas frinchas da casa, batendo portas e portadas. A ajudar à orquestra, o Bob a meio da noite ferra-se de martelada às portadas que foram arrombadas pelo vento. Mais uma noite mal dormida. Mas que importou, o dia já ninguem nos tiraria...

_________________
DRZ 400E
Transalp 600 ex
RMZ 250 ex
Husaberg 400 ex
Honda xr ex


Editado pela última vez por Gamito em 13 abr 2015 21:21, num total de 1 vez.



10 abr 2015 19:51 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 24 jun 2010 00:45
Mensagens: 1596
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Grande :ave: :ave: :ave:

_________________
doidospornatureza.blogspot.pt/
Yamaha Virago 525 (Bober) ex
Yamaha XT 600 E ex
Honda AT RD04 ex
Honda XR 650 R


11 abr 2015 10:11 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 04 nov 2011 23:17
Mensagens: 613
Localização: Água Longa - Santo Tirso
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Estou sem palavras. :ave: :ave: :ave: :ave: :ave: :ave: :ave: :ave: :ave: :ave: :ave: :ave: :ave:

_________________
Carpe Diem!
ttrilhosdoxisto


11 abr 2015 13:20 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 18 dez 2012 15:35
Mensagens: 437
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Cum c&#$*Ho...

Como dizia o outro:

Este homem é um "Senhore"! :okkk:
Top! Top!

_________________
KTM 530 EXC - 2009
KTM 990 Adventure - Black 2006
ex Honda XR 600R 1993
ex Honda Varadero 2005


12 abr 2015 01:52 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 15 fev 2010 02:04
Mensagens: 3294
Localização: Braga - Paços de Ferreira
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
he pah!
tou..... sem palavras!
Até da minha frase te lembras-te. Obrigado!

Foi um excelente FDS!
Desta vez, optei por um FDS mais relaxado da minha parte, sem as grande aventuras de outros tempos.
Mas ainda deu para fazer uma aposta com Rui Marques a ver quem chegaria primeiro à casa no Montesinho.
Eu, Pedro e Hugo+Miriam iamos por estrada+estradão (muitos mais km's), e o Rui e Balonha seguiam a corta-mato pela linha da fronteira (muito menos km's).
Da ultima vez que fui a corta-mato, foi um martirio, pois o piso estava muito mau e as giestas maiores que eu.
Entretanto, o Hugo+Miriam decidiram fazer desvio por Bragança. Fiquei eu e o Pedro, assim que chegamos ao estradão, tive de tirar as crostas dos escapes; ou melhor, do escape que agora só tem um! :D
Chegamos à casa, fomos brindado com brinde! Obrigado pequenos! Eles estavam mais empolgados com a aventura que os adultos!
O Rui Marques ainda não tinha chegado. :D Pensei, eu: Se o caminho ainda estiver como da ultima vez, vai chegar de noite!
Mas não! Passados 15min, chegaram.
Pelos vistos passou um caterpilar e ajeitou caminho. Tiveram sorte!
Depois seguiu-se o normal de todos os serões, quando esta malta amiga se junta.

_________________
Agostinho Gomes
e a sua KTM 990 Adventure RS Branquinha


13 abr 2015 18:42 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 15 fev 2010 02:04
Mensagens: 3294
Localização: Braga - Paços de Ferreira
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Algumas peligrafias

Logo após Segirei
Em Tomonte, Espanha
Imagem
Imagem
Imagem


Enquanto esperava pelo compadres
Imagem

Passou um rebanho de ovelhas espanholas, bem guardadas

Imagem

Imagem

Eles a chegarem
Imagem

E o rebanho a passar
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Imagem
e lá foram seguiram caminho

e nós também
Imagem

_________________
Agostinho Gomes
e a sua KTM 990 Adventure RS Branquinha


13 abr 2015 18:52 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Aventureiro
Avatar do Utilizador

Registado: 24 jun 2010 00:45
Mensagens: 1596
Localização: Braga
Mensagem Re: Relato Aventura Transmontana V
Dia II
O segundo dia, começou assim, soalheiro mas fresco.
estávamos num belo Spot, com relvado, junto ao rio, mesinhas e churrasqueira.
Enquanto uns iam acordando, lavar a cara, desfrutar desta calma, Vem o Mêrencio apavorado com as toupeiras que lhe queriam conquistar a tenda enquanto dormia :-)
Imagem

enquanto uns desmontavam a tenda, carregavam as montadas, o Rui Marques começõu com o seu WorkShop de pneus...
Imagem

Imagem
Foi até à ultima...
Imagem
Já com o Pneu novo no Sitio...
Imagem
(Fotos Pedro Serôdio)
É presiso meter gasolina, segundo o GPs, é já qui a uns 10km, siga enquanto eles terminam.
Paro na aldeia onde indicava a existencia de uma bomba, questiono um habitante locar sobre a gasolineira mais proxima, ao que recebo uma expontanea resposta:
"Bomba mais proxima?! UUIIIIIIiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...
Está a ver aqueles montes, é do lado de lá, segue sempre em frente, quando terminar a estrada vira à direita."
O que é certo é que lá fizemos 25km à procura de petroil.
Motas atestadas, volta para trás, para apanhar o track para Montesinho...
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
Primeiro RRio do dia, quando estava a descer, já estava a ficar nervoso, vou na frente, oiço um rio, será que dá para passar??? subir isto de novo não vai ser nada, nada facil. tou tramado, ésta malta vai-me atirar ao rio.
Chego ao fundo, uffff, tem uma passagem, não é muito dificil, vá lá.
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
(Fotos de Pedro Serôdio)
A vista a partir do outro lado, Aquela foi a descida que me deixou nervoso
Imagem
Pouco depois, inflismente, por problemas técnicos perdemos o primeiro companheiro por ter o quadro da DR a rachar. "perdemos" mas apenas para o track, pois foi ter ao acampamento em Montesinho, felizmente, pois a sua presença é imprescindivel e para não falar que é o "pai" da AT.

Depois de uma subida meio atribulada lá descobrimos mais um marco de fronteira
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
Seguimos caminho, pois ainda faltavam muito km
mais umas chapas que fui tirando
Imagem

Imagem
Chegamos ao Segundo Rio do Dia, este mais extenso e com um leito composto por pedras arredondadas, de varios tamanhos de cor castanha com uma mistura esverdeada.
enquanto estava eu a ver uma alternativa para evitar a travessia, vem o Pedro Serôdio e e mete-se rio dentro, chega a meio e pumba, banho.
O gamito que foi tentar ajudar, regressa cheio de coragem, mota a trabalhar e lanças-se, estava quase,quase, a frente encaixa entre 2 pedras, e pumba, mergulho encarpado, cheio de estilo.
Bem, já lá estão 2, agora vamos todos, mas com cuidado e ajuda, pezinhos dentro de agua e lá fomos passando,
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
O Fontes, foi o mais sensato, foi à volta e encontrou o outro grupo em Moimenta.
Imagem
Depois deste rio, paramos ao sol para secar roupas e aconchegar o estomago, apareceu por lá um assador, chouriça e agua ardente para a assar., vinho, panados, vinho salpicão... resumindo, a malta trata-se bem.
Workshop na moto do Gamito que já estava a ficar preocupado a penssar que tinha entrado agua para o oleo, mas, não, safou-se. Infelizmente, o Serôdio não teve a mesma sorte, e lá regressou para casa mais cedo do que previsto em reboque :-( abraço amigo.

Almoçados, secos, espaço limpo, siga caminho que se faz tarde, ainda vamos ter de fazer uma noturna até ao spot de encontro.
Pelo caminho, não podia deixar de tirar uma foto numa ponte onde passei no AT3 e da qual gosto muito, já perto de Vinhais
Imagem
Depois de atestar em Vinhais, siguimos um misto de terra e alcatrão até Montesinho, onde já existia lareira e xixa à nossa espera.
Imagem

Continua...

_________________
doidospornatureza.blogspot.pt/
Yamaha Virago 525 (Bober) ex
Yamaha XT 600 E ex
Honda AT RD04 ex
Honda XR 650 R


15 abr 2015 21:16 { SHARE_ON_FACEBOOK } { SHARE_ON_TWITTER }
Perfil
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 46 mensagens ]  Ir para página 1, 2  Próximo


Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Ir para:  
Powered by phpBB © phpBB Group.
Designed by TRAILAVENTURA @ 2009.